Nós que vivemos cercados de eletrônicos sabemos muito bem o quanto consumimos de energia elétrica (a conta de luz que o diga). Pois bem, sabemos também vários truques que ajudam a economizar energia: desligar as telas no horário do almoço, não deixar equipamentos no stand-by por muito tempo, carregar a bateria da câmera só quando ela estiver realmente e totalmente esgotada e usar pilhas recarregáveis (ou jogar as pilhas normais nos lixos corretos).

A questão é que, pensando no futuro do planeta, diversas plataformas e gadgets capazes de gerar energia – das mais diversas formas – estão pipocando pelo mundo. E não é que um quiosque dentro da Defcon, conferência anual de hackers, disponibilizou um desses carregadores USB para que, todos os presentes no evento pudessem carregar seus celulares?

quiosque com carregador

O que surpreendeu foi que este quiosque exibia um aviso assim que alguém conectava um celular no USB: “Você não deve confiar seu smartphone a quiosques públicos. Informações podem ser baixadas sem seu consentimento. Para sua sorte, essa estação é ética e seus dados estão seguros. Aproveite a recarga”.

O que os especialistas da feira aconselham é que vocês andem sempre com o carregador em mãos para que possam usá-lo em tomadas, ou que desliguem os aparelhos antes de conectá-los à estações de energia públicas, já que, desta forma, dizem, a maioria dos telefones não expõe os dados.

O problema da recarga rápida